Skip navigation

Em menos de 24 horas, São Paulo extirpa dois cânceres.

Após ter seu candidato, José Serra, mais uma vez derrotado nas urnas, o Grupo Estado anuncia o fim do Jornal da Tarde. Neste momento, a mídia hegemônica nacional questiona-se sobre sua eficácia como ferramenta de consolidação das classes dominantes. É ela que, sob o falso manto da esfera pública, tem fornecido suporte ideológico ao chamado Estado mínimo (em vigor desde Fernando Collor), atacando políticas de fomento ao bem-estar social, investimentos na máquina pública e movimentos sociais.

A agenda midiática calcada no julgamento do Mensalão petista não provocou o estrago anunciado. O Partido dos Trabalhadores conquistou mais prefeituras em relação ao último pleito. Falhou a tática do noticiário seletivo, onde só tem espaço delitos convenientes ao establishment.

A mesma mídia que fez pouco caso das denúncias de compra de votos para aprovar a reeleição de Fernando Henrique Cardoso, da evasão de divisas pelo Banestado e da lista de Furnas, direciona agora seus holofotes para o suposto suborno a parlamentares da base governista do Governo Lula. Seletiva no tema, seletiva na profundidade: não se investiga o atual esquema de financiamento de campanhas, no qual prevalecem interesses privados, nem o de alianças políticas, que força o Executivo a barganhar com o Legislativo.

Em essência, nossa mídia ainda é herança do golpe de Estado de 1964. Desde então, uma dezena de famílias vem controlando os veículos de comunicação do país. Flagrante e ilegal propriedade cruzada. Alimenta-se um sistema onde concessões de rádios e emissoras de TV dependem de um Congresso Nacional formado por agregados dessas famílias. A raposa vigia o galinheiro.

Não haverá democracia sob esse sistema. O poder institucional fecha os olhos. O eleitor, parece, começa a abrir os seus.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: