Skip navigation

Ao final de 2013, a Rede Globo dava sinais do esgotamento de Joaquim Barbosa, veiculando no JN um manifesto assinado por 150 pessoas, a maioria, petistas.

Como de hábito, a emissora seguia a direção do vento, que começava a soprar contra a nau de Barbosa. Meses antes da nota no JN, O Globo publicara coluna de Élio Gaspari onde este afirmava que o ministro do Supremo “deveria pedir desculpas ao seu colega Ricardo Lewandowski, diante das câmeras, na corte”. Entre outras lembranças, Gaspari mencionava que Barbosa certa vez chamara de “palhaço” um jornalista que lhe fizera uma pergunta, mandando-o “chafurdar no lixo”.

Eis que, antecedendo o Carnaval, o Estadão encarregou o “palhaço”, um ano após a ofensa, de analisar a sessão que derrubou a tese de formação de quadrilha na AP470. O jornalista foi taxativo: ao arrepio da lei, a pena para os condenados pelo crime de formação de quadrilha no julgamento do mensalão foi calculada, por ele, Barbosa, para evitar a prescrição.

E em meio à folia, A Folha de S. Paulo, com certo tom de incredulidade, critica a admissão de que as penas foram aumentadas artificialmente para atingir os réus.

Foi necessária quase uma década para que as nuvens sobre o ‘mensalão’ começassem, enfim, a se dissipar. Bem-vindo à forca, JB. Que a imprensa prossiga sua busca por um novo caçador de marajás.

 

2 Comments

  1. Eu gostaria de ter mais saco para comentar isso. Mas é simples: há um risco iminente para o ambiente de negócios no Brasil com a instabilidade política e a crise entre os poderes da República. Mais, Dilma deu um chacoalhada na Globo depois da história sobre o comportamento dos jornalistas, que deveriam evitar matérias positivas sobre a Copa. Trata-se de um sócio da Copa querendo melar o evento? Um contra-senso. Aparentemente, os Marinho concordaram. Explicitamente sobre Joaquim, o temor é o de se criar um monstro, se já não criaram, sem nenhuma coleira possível, porque a internet virou a comunicação. Sobre Gaspari, ele pensa como Serra. Ele é o Serra! E o ex-presidente, ex-governador e ex-ministro não vem criticando tanto a política econômica, arrisca-se a dizer até que a situação não é calamitosa, como não é mesmo. Parece que caiu a ficha, todos temem se transformar no Corvo do Lacerda, que matou o sistema político no qual se criou para ser morto pelo sistema que ajudou a criar (imagem chupada do Gaspari quando da morte do Corvo). Toda a gente xucra de classe média desse País está a sonhar com uma ditadura civil ! Aí, até o pessoal do Country Club do Rio acha demais. Como iriam se explicar nas rodas internacionais? Eles preferem sim, ter um funcionário deles eleito pelo povo no poder. E JB é desequilibrado demais para ser funcionário de alguém. Eles já sacaram isso.

  2. Proponho um bolão: quem será o próximo candidato-funcionário?


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: