Skip navigation

If I’ve seen further than others, it’s by standing upon the shoulders of giants‘. (Newton)

20140704_115046-copia

Havia mais estradas a percorrer. Mais histórias a se contar, mais gargalhadas que daríamos. Gargalhadas da sociedade ridícula em que vivemos, de nós mesmos. Coisas das quais nos lembraríamos em nossa velhice, distorcendo detalhes, já no fim de alguma dessas estradas.

Mas você escolheu não envelhecer. Se é que foi escolha. Foda-se. O que quer que tenha sido, foi sua. Respeito. Cabe-me agora recolher e carregar, sozinho, essa bagagem abarrotada de planos, mesmo sabendo que a maioria deles jamais deixaria de ser planos. Foda-se também. A diversão, afinal, era carregá-los, fingir que um dia cruzariam a fronteira da utopia.

Porque alguns deles ficaram pelo caminho, caíram em algum rio, foram levados por alguma ventania. Mas outros frutificaram. Permanecerão comigo por um bom tempo durante a caminhada. Em livros, discos, paisagens, rostos amigos, tudo o que você me proporcionou e que me cerca impiedosamente por todos os cantos de casa. Foi um privilégio partilhar deste lapso de tempo e espaço, um privilégio sem o qual eu seria infinitamente menor.

Por isto, uma parte de mim também morre. Um mapa a menos. Terei que dar meia volta e olhar pra trás todas as vezes em que me sentir perdido. Mas é preciso seguir caminhando. Afinal, aprendemos, para isto servem as utopias: fazer-nos caminhar.

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: